terça-feira, 14 de outubro de 2008

Na corte de Henrique VIII




Eu e Rodrigo compramos a primeira temporada de "Os Tudors" e estamos mergulhados na corte do Henrique VIII. A série vem provocando polêmicas. A maior parte delas trata da infinidade erros históricos.

Hoje eu quero falar da preguiça que eu tenho de quem confunde a obra com o fato histórico.

Sabe aquela anedota? A mulher que, assustadíssima em frente a um quadro do Matisse, se desespera: "Coisa absurda, nunca vi uma mulher de barriga verde". E ganha de presente a resposta, na lata: "Minha senhora, isso não é uma mulher, isso é uma pintura." (Já ouvi o Ariano Suassuna contando essa historinha e no sotaque dele a coisa fica linda!)

Pois eu penso, mesmo, que é assim. Há que se estabelecer uma relação crítica com o que se está percebendo, é verdade. E "os Tudors" tá longe de ser uma grande maravilha: há personagens mal construídos, tramas secundárias que surgem e desaparecem sem vc entender muito pra quê, abuso de clichês. Criticar tudo isso vá lá. Mas achar uma ofensa o fato de haverem fundido as duas irmãs, e que o rei português não era velho etc, pra mim já é jogar fora a água suja com o menino e tudo. A postura crítica tem que nos permitir saborear as licenças e devaneios de quem quer que seja.

Mas .... achei legal brincar de procurar os erros históricos... e tem um monte.

E de todas as “licenças poéticas”, a que gosto mais é a respeito da composição de Greensleeves. Mesmo sabendo que não há nenhuma consistência na suposição de que Henrique VIII tenha escrito a famosa peça, achei legal. Numa cena do sexto capítulo ele tá lá, lindão, todo embevecido, compondo para a Ana Bolena a obra que serviu de base para a "Romanesca".

É como se os roteiristas me alertassem: “Andréia, isso aqui não é aula de história.”

Ps: E a menção às cabeças cortadas? Achei um barato.

9 comentários:

............ ............ ............ ............ ............ ............ ... Rodrigo Vieira Ribeiro disse...

Não se esqueça de que vc encontrou um braço batendo palmas com um ENORME relógio de pulso... coisa que é divertida apenas por ser um erro de gravação!

Andréia disse...

Relógio de pulso no sec XVI...é muito achar que Henrique VIII era um "homem à frente do seu tempo" rsrsrs. E o tiro de florete dentro do palácio pra festejar o nascimento do filho bastardo?

Lilás/Beth disse...

É, você falou aí coisas bastante lógicas, pois não podemos criticar a arte só por criticar. Temos que ver o que aquilo tudo irá deixar de bom para o espectador.
Como é o caso do filme Mamma Mia que, pegou uma atriz excelente, M.Streep,
juntou as belas músicas do ABBA mais um cenário deslumbrante e a gente sai do cinema feliz da vida, pensando no filme dias seguidos, mas na verdade a trama é fraquinha, nada de mais.
E pelo visto o Henrique VIII deixou saudades em você. Então, valeu!
bjs cariocas

Kenia Mello disse...

É, tem coisas que nem a licença poética salva. :P
Beijo.

Luci disse...

eu não vejo The Tudors.
eu olho pro Henrique XIII-Jonathan e nem escuto o resto!
simplifiquei!
bj

TPM em crise disse...

Meu namorado comprou a primeira temporada semana passada, mas e aí? Tirando os erros históricos vale a pena assistir? Pois eu tava louca pra assistir. rsrs
Eu assisti ao filme "O Som do Coração" com Jonathan Rhys Meyers e ele cantou várias músicas e canta muito bem.
E como não o vi em nenhum outro papel, etou curiosa.
Beijos

............ ............ ............ ............ ............ ............ ... Rodrigo Vieira Ribeiro disse...

TPM,

Mesmo cheio de erros históricos, um tanto de cenas de sexo despropositado, e o ator principal não convencer como homem de muitas mulheres, vale a pena assistir.

:-)

Possui uma trama bem construída e entretém o suficiente para valer o tempo assistindo. Desde que lembremos que não se trata de uma reconstituição histórica e sim ficção.

Nós aqui assistimos os 3 CDs em 2 dias... uma verdadeira imersão com pequenas fugas para a wikipédia para ler e saber detalhes históricos.

Estamos aguardando para comprar a segunda temporada, e compramos também o filme "A Outra" (The other boleyn girl)... bem melhor por sinal...

Abraços
Rodrigo

TPM disse...

Obrigada pela dica Rodrigo,
Ontem assisti aos três primeiros episódios, realmente achei muito sexo desnecessário e muita traição. Porém vou continuar assistindo sim mesmo que sozinha (meu namorado desistiu). Muito boa a idéia de ficar procurando no wikpédia.
Veleu!!!

............ ............ ............ ............ ............ ............ ... Rodrigo Vieira Ribeiro disse...

TPM,

De nada!

Depois que terminar de ver volte aqui e diga o que achou!

Abraços