sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Bobagens


Essa eu peguei no Desculpe a poeira do querido Ricardo lombardi.

“Minha casa é estranhamente regulada. Quando uma lâmpada queima, as outras vão junto. É um boicote que aumenta em minutos para testar a paciência. O gás da cozinha falta bem no momento da janta, e logo de madrugada, com o objetivo de me constranger ao telefone com uma lista infindável de entregadores. Se o computador estraga, o chuveiro também e o microondas sofre problemas de circuito. Confio que os aparelhos se imitam e conversam entre si. Devem reivindicar melhores condições de trabalho e uso, cobrar insalubridade, ou estão cansados das extensões e da sobrecarga indevidas. O certo é que minha casa é grevista. Insurgente. Nunca acontece de algo quebrar isoladamente. (…)” (Fabrício Carpinejar em “O fim é lindo”).

Rodrigo, com suas explicações práticas, decorrentes do seu telencéfalo desenvolvido e do seu polegar opositor, conclui peremptório que: o gás acaba,claro, na janta que é quando a gente tá usando; as lâmpadas estragam juntas porque, foram compradas juntas, na inauguração da casa. Mas eu, euzinha estou convencida de que há mesmo um complô universal dos eletroeletrônicos que acontece, especialmente, nos dias de TPM.

3 comentários:

............ ............ ............ ............ ............ ............ ... Rodrigo Vieira Ribeiro disse...

Impossível discordar gente... principalmente quando a argumentação é a TPM...

Retiro totalmente minhas colocações cartesianas!

Kenia Mello disse...

Acho que a reivindicação dos grevistas é simples e fácil de fazer: demitir as extensões e fazer circuitos independentes. ;)
Beijo e obrigada pela visita.

Lilás/Beth disse...

TPM e estragos de eletrodomésticos - ninguém merece!!!!!! haha