quarta-feira, 1 de outubro de 2008

A fonética e a professora







Estela estuda numa escola diferente. Poucas crianças na sala, sem provas (não sem avaliação), uma gostosura.
Outra dia, na reunião com os pais, a professora me disse:
-Estou tendo dificuldade em fazer com que as crianças entendam que antes de p e b usamos m.
Eu perguntei:
- E porque usamos m antes de p e b?
Ela parou, pensou e respondeu:
- ....
Eu esperei e ela produziu achando engraçado:
-Sei lá porquê. Sabe que eu nunca pensei nisso? É mesmo, deve ter um porquê.
Agora que ela já tinha um problema eu continuei:
-/p/ e /b/ são plosivas bilabiais, não são?
-São.
-E /m/?
Ela demorou um tempo:
-Claro! Bilabial também.
-Pois é. Os lábios devem estar fechados, ocluídos, para falarmos /p/ e /b/. O ponto de articulação é o mesmo para /p/, /b/ e /m/. Tenta falar /n/ antes de /p/ e /b/.
-Que legal! Não dá.
-Quando a gente descobre que a ortografia não é um balaio de gatos, a coisa fica mais fácil, não é mesmo?
-Andréia, você podia dar um cursinho sobre fonética e alfabetização aqui na escola.

Posso sim, Érica, é só marcar. Você já sabe que eu tenho essa bobeira: as coisa que gosto e acho interessantes gosto que a as pessoas que gosto gostem também.
http://www.uiowa.edu/~acadtech/phonetics/

10 comentários:

batatatransgenica disse...

o legal de aprender é aprender conscientemente, e não "porque sim". :o)

aposto que quem aprende sabendo o motivo de tal coisa ser assim e não assado nunca mais esquece.

parabéns! [e obrigada, caus que eu não sabia disso, lol!].

Luci disse...

eu não sabia que sabia!
lendo, vi na memória a explicação da minha professora, d. Shirley (a quem estou devendo uma visita!).
*
pois é, vc. já falou que adorou meu blog e eu fiquei roxa! não, não sou tímida. cara de pau, mesmo!
e hoje vim lhe agradecer!
corri até ali embaixo e descobri q vc. tem filhotes babies ainda!
volto depois pra lhe ler mais!
bj!

Lilás/Beth disse...

Obrigada pela aula!
Fiz direitinho como vc falou e realmente é isso aí. Entretanto, eu sempre soube que antes de p e b se usa m.
Vou ensinar essa prá minha sobrinha teen.
Valeu!
beijos cariocas

TPM disse...

Adorei!!!!! Gostei da sua explicação!!! Olha, eu sei as palavras que vêm com o /m/ antes do /p/ e /b/, mas nunca parei para pensar (e nem sabia que existia) numa explicação. De repente, é assim porque ... SIM. rsrs

Andréia disse...

Batata querida,
Tb acho. Aprendizagem tem que ter significado. Decoreba dá mais trabalho.. e é mais chato tb. E eu que já tive que decorar os afluentes do amazonas, pode? Durante muito tempo, recitar a lista deles me ajudava a dormir.
Bj

Andréia disse...

Luci,
Falei e falo de novo. Seu blog é o máximo. Passo lá todo dia. Manda um beijo meu prá dona Shirley e volte mais vezes.

Andréia disse...

Lilás, querida,
É isso que eu acho legal na escola da minha filhota de 7 anos. O grande barato não é saber, é descobrir que não se sabe. Legal é errar. Bj e obrigada

Andréia disse...

O Hélio Ziskind tem uma canção que conta: "porque sim, não é resposta". Criança vive perguntando porquê. A gente cresce e esquece que pode perguntar.
Bj e obrigada

batatatransgenica disse...

lembrei deste seu post: formação inicial, na revista escola.

"O currículo dos cursos de Pedagogia, principal entrada na profissão, não contempla o "quê" e o "como" ensinar nem prepara para a realidade escolar, revela pesquisa da Fundação Carlos Chagas para NOVA ESCOLA"

Andréia disse...

Batatíssima querida,
Eu tenho a revista, já tinha lido mas vc me fez ligar uma coisa à outra. É isso mesmo: a revisão curricular tem que acontecer com seriedade. É claro que História, sociologia e Filosofia da Educação são disciplinas importantíssimas, mas a coisa tem que sempre se encaminhar para "dentro" da sala de aula, no cotidiano do professor. Senão vira puro "pedagoguês".
Agora, imagina meu desespero: tenho 4 filhotes (QUATRO!). Tento todo dia me equilibrar entre a escola que tenho e a escola que sonhava ter.
Bj e obrigada.